INFORMAÇÃO / Web Notícias

image

Espírito Santo terá mais tropas federais para conter violência durante greve de policiais


Por Paulo Whitaker

VITÓRIA (Reuters) - O governo do Estado do Espírito Santo receberá o reforço de 550 militares, após pedir, nesta quarta-feira, o envio de mais tropas federais para enfrentar uma onda de violência registrada em decorrência de uma greve de policiais, que em cinco dias já deixou mais de 80 mortes relatadas.

O número de mortos, se confirmado, seria cerca de seis vezes maior que a taxa de homicídios no Estado registrada ao longo do ano passado.

Apesar da mobilização de mil soldados das Forças Armadas e de um contingente de 200 homens da Força Nacional, que chegaram ao Estado na segunda-feira, a violência continua se alastrando após a Polícia Militar iniciar uma greve no fim de semana por uma disputa sobre reajuste salarial.

Nesta quarta, o Ministério da Defesa anunciou que o Estado receberá reforço de 550 militares das Forças Armadas, além de mais 100 integrantes da Força Nacional de Segurança Pública. De acordo com nota, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que o governo federal atende aos pedidos do Espírito Santo "dentro da nossa capacidade" e "se forem necessários outros deslocamentos serão feitos".

Mediante uma onda de assaltos, roubos e assassinatos, autoridades locais disseram precisar de centenas de tropas militares a mais para ajudar a compensar a média de 1.800 policiais que normalmente patrulham as ruas do Estado.

A greve, que tem participação de familiares e amigos de policiais que bloquearam acessos a batalhões, acontece à medida que o Espírito Santo, assim como outros Estados, enfrenta dificuldades financeiras para garantir serviços como saúde, educação e segurança.

O governador Paulo Hartung disse nesta quarta-feira que a greve, que fez com que escolas e hospitais fossem fechados e muitos moradores decidissem ficar em casa por medo da violência, é uma "chantagem". Ele comparou a greve ao "sequestro da liberdade de cidadãos", com cobrança de um "resgate".

Autoridades do governo estadual não confirmaram o número crescente de mortes violentas, mas a mídia local relatou que mais de 80 pessoas morreram desde sábado.

A maior parte da violência está centrada na região metropolitana de Vitória, onde vivem cerca de dois milhões de pessoas.

(Reportagem adicional de Paulo Prada e de Tatiana Ramil)

Relacionados

No dia 11 ocorreu a entrega dos certificados Pensando em preparar os adolescentes para o mercado de trabalho, em maio deste ano a Administração Municipal de Rio do Oeste firmou uma parceria com o Senai e com a Gerência Regional de Educação de Rio do Sul, através da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR). Com isso, foi oferecido a um grupo de estudantes da Escola de Educação Básica Expedicionário Mário Nardelli o Curso Profissionalizante de Auxiliar Administrativo. As aulas nas dependências da escola eram semanais, sempre no p [...]

Um adolescente de 17 anos foi apreendido por policiais do 13º Batalhão de Polícia Militar na tarde desta quarta-feira, 13, após cometer roubo no Bairro Progresso, em Pouso Redondo. O Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) de Taió foi acionado por volta das 16h para atender uma ocorrência de roubo a mercado na Rua Irineu Bornhausen. De acordo com a vítima, dois homens teriam entrado no estabelecimento, armados com um revólver, e levaram aproximadamente R$ 4 mil do caixa. O solicitante também repassou as características do [...]

Ação é uma forma de aquecer a economia municipal O prefeito de Rio do Sul, José Thomé, se reuniu com equipe técnica para tratar da regulamentação de comerciantes informais. A proposta é incentivar a boa prática comercial para que ambulantes irregulares efetuem cadastro na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec). Participaram da reunião, realizada na tarde do dia 14, equipe de governo e integrantes da Guarda Municipal. Ainda nesta quinta-feira haverá blitz educativa para conscientizar os ambulantes sobre a importância de [...]

Ótima notícia para o Alto Vale do Itajaí. O reitor da UDESC Marcus Tomasi ligou para o deputado Aldo Schneider e informou que o campus de Ibirama vai receber a partir de 2018 o curso de graduação em Engenharia Civil. Com o inicio deste curso, o Alto Vale terá mais uma oportunidade de estudo totalmente gratuito. A UDESC atualmente está ampliando suas dependências no município de Ibirama, com investimento e obras no valor aproximado de R$ 6 milhões. O pedido foi solicitado pelo Prefeito de Ibirama Adriano Poffo junto com o Presiden [...]

Fale conosco