INFORMAÇÃO / Desenvolvimento

image

TROMBUDO CENTRAL: Placa de obra é trocada e prefeitura não justifica paralisação de mais de 45 dias

Em ano em que o município comemora 60 anos moradores da rua São Paulo também comemoram o segundo ano de espera para finalizar a obra de pavimentação que além do atraso contém um -festival- de irregularidades na execução.

A obra de pavimentação no bairro Jalisco está sendo marcada pela descrença da população, e como se não bastasse o atraso e adiamento constante, um o festival de irregularidades contam, como boca de lobo em local indevido, água das chuvas entrando em terrenos de contribuintes, postes de energia elétrica baixos, calçadas irregulares, buracos que insistem em aparecer a cada chuva torrencial, falta de redutor de velocidade.

A obra iniciou em setembro de 2016 com previsão de término em novembro do mesmo ano, na época muito tem se falado em obra eleitoral, alguns tubos foram colocados e então ocorreu à primeira paralisação. Na época o então atual prefeito Silvio Venturi comentou a importância do calçamento "Essa obra vai beneficiar os moradores da Rua São Paulo, carros e pedestres que transitam diariamente pela via, que tem apenas uma parte pavimentada", explica o prefeito Silvio Venturi.

Pela 3ª vez, a prefeitura troca a placa, com isso ela ganha mais um folego para tentar finalizar 274 metros de pavimentação sem precisar utilizar o lei 1971/2017 para justificar. Agora previsto para final de abril deste ano. Dois anos após a licitação que ocorreu em março de 2016.

Uma lei foi sancionada pela prefeita Geovana Gessner a respeito de obras paralisadas, a lei considera obra paralisada quando as atividades estão interrompidas por mais de 45 dias. Neste ano de 2018 às obras iniciaram em Março, mais de 45 dias paralisadas sem movimentação na pista, desde o natal de 2017.

De autoria do vereador Marlon Goede ela obriga o Executivo a colocar placas nas obras públicas municipais que tiveram os trabalhos interrompidos. "Essa placa tem como prioridade identificar o motivo da paralisação da obra, o porquê de estar paralisada e também especificar a aplicação do nosso dinheiro naquela obra pública", explica.

Além da exposição dos motivos da interrupção, deverá conter na placa o telefone do órgão público responsável pela realização da obra e o prazo que permanecerá paralisada. Além disso, as explicações precisam ser prestadas de forma formal aos vereadores. "Nosso papel como vereadores é fiscalizar e por isso, além de informar a população por meio da placa, o órgão público responsável pela obra deverá publicar no site e no mural oficial do município, o relatório detalhado justificando os motivos da paralisação da obra e enviar esse relatório a câmara de vereadores", pontua o vereador autor.

Guia de fotos

Relacionados

Ocorrência 01 Nesta terça feira 24, por volta das 21h na Rua dos Vereadores Bairro Itoupava em Rio do Sul, uma Guarnição da Polícia Militar se deslocou ao local dos fatos para averiguar dois masculinos em atitude suspeita, sendo que ao chegar abordaram dois masculinos que estavam próximos a via fazendo uso de um cigarro de substância entorpecente similar a maconha, sendo que um deles se declarou proprietário do cigarro. Ambos o masculinos foram devidamente revistados sendo que nada mais foi encontrado. Diante dos fatos os au [...]

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Aldo Schneider (MDB), recebeu na tarde desta quarta-feira (18) a Federação da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae-SC ) para tratar da realização da 21ª Olimpíada das Apaes de Santa Catarina. O evento, que será realizado em agosto na cidade de Gaspar, deve receber do parlamento um auxílio de cerca de R$ 50 mil em serviços. Realizada a cada três anos, a Olimpíada das Apaes espera receber, entre os dias 5 e 9 de agosto, 2 mil participantes, entre atletas, dirigentes, á [...]

A cidade de Salete recebe a partir desta sexta-feira (20) mais uma edição do Torneio Familiar de Futsal. O evento esportivo chega há 26 anos e reunirá 40 famílias de diversas regiões do Estado, em três dias de animação, reflexão, lazer e disputas acirradas pelo título. Em 2017 a competição foi conquistada pela família Hellmann. A abertura ocorrerá nesta sexta-feira (20) às 19h30min, no palco dos jogos, o Ginásio Municipal de Esportes Roberto Schreiber, no bairro Cachoeira, com a presença dos atletas d [...]

O atletismo de Rio do Sul disputa neste sábado (21) uma das competições mais importantes da temporada. É a etapa única do campeonato catarinense sub-18, que terá pelo menos 12 atletas rio-sulenses na disputa em Itajaí. Além de marcas para o ranking estadual, os esportistas vão tentar vagas para o campeonato brasileiro, principal competição da categoria na temporada. Conforme um dos técnicos da modalidade, Jeferson Bagatoli, essa será a primeira vez na temporada que o atletismo de Rio do Sul terá atletas participando das provas [...]

Fale conosco