INFORMAÇÃO / Desenvolvimento

image

TROMBUDO CENTRAL: Placa de obra é trocada e prefeitura não justifica paralisação de mais de 45 dias

Em ano em que o município comemora 60 anos moradores da rua São Paulo também comemoram o segundo ano de espera para finalizar a obra de pavimentação que além do atraso contém um -festival- de irregularidades na execução.

A obra de pavimentação no bairro Jalisco está sendo marcada pela descrença da população, e como se não bastasse o atraso e adiamento constante, um o festival de irregularidades contam, como boca de lobo em local indevido, água das chuvas entrando em terrenos de contribuintes, postes de energia elétrica baixos, calçadas irregulares, buracos que insistem em aparecer a cada chuva torrencial, falta de redutor de velocidade.

A obra iniciou em setembro de 2016 com previsão de término em novembro do mesmo ano, na época muito tem se falado em obra eleitoral, alguns tubos foram colocados e então ocorreu à primeira paralisação. Na época o então atual prefeito Silvio Venturi comentou a importância do calçamento "Essa obra vai beneficiar os moradores da Rua São Paulo, carros e pedestres que transitam diariamente pela via, que tem apenas uma parte pavimentada", explica o prefeito Silvio Venturi.

Pela 3ª vez, a prefeitura troca a placa, com isso ela ganha mais um folego para tentar finalizar 274 metros de pavimentação sem precisar utilizar o lei 1971/2017 para justificar. Agora previsto para final de abril deste ano. Dois anos após a licitação que ocorreu em março de 2016.

Uma lei foi sancionada pela prefeita Geovana Gessner a respeito de obras paralisadas, a lei considera obra paralisada quando as atividades estão interrompidas por mais de 45 dias. Neste ano de 2018 às obras iniciaram em Março, mais de 45 dias paralisadas sem movimentação na pista, desde o natal de 2017.

De autoria do vereador Marlon Goede ela obriga o Executivo a colocar placas nas obras públicas municipais que tiveram os trabalhos interrompidos. "Essa placa tem como prioridade identificar o motivo da paralisação da obra, o porquê de estar paralisada e também especificar a aplicação do nosso dinheiro naquela obra pública", explica.

Além da exposição dos motivos da interrupção, deverá conter na placa o telefone do órgão público responsável pela realização da obra e o prazo que permanecerá paralisada. Além disso, as explicações precisam ser prestadas de forma formal aos vereadores. "Nosso papel como vereadores é fiscalizar e por isso, além de informar a população por meio da placa, o órgão público responsável pela obra deverá publicar no site e no mural oficial do município, o relatório detalhado justificando os motivos da paralisação da obra e enviar esse relatório a câmara de vereadores", pontua o vereador autor.

Guia de fotos

Relacionados

Quem passar pela 26ª Feira de Oportunidades da Viacredi Alto Vale, que será realizada de 27 a 29 de julho no Centro de Eventos Hermann H. Purnhagen em Rio do Sul, poderá participar de workshop e palestra gratuitamente. "O evento tem como principal objetivo valorizar a economia local. Entendemos que a capacitação é fundamental para melhorar ainda mais o desempenho dos empreendedores da nossa região", salienta o Diretor de Operações da Viacredi Alto Vale, Gilmar Luiz Facchini. A capacitação será destaque na programaç [...]

1. Leitura do parecer de redação final do PROJETO DE LEI N° 18/2018 do Executivo que: AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A REPASSAR RECURSOS FINANCEIROS A CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS DE TROMBUDO CENTRAL CDL E, DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Leitura de redação final 2. Leitura do parecer de redação final do PROJETO DE LEI N° 20/2018 do Executivo que: DENOMINA CANCHA DE LAÇO. leitura de redação final 3. Discussão e 2° votação do PROJETO DE LEI N° 22/2018 do Executivo: AUTORIZA REALIZAÇÃO DE DESPESAS COM PREMIAÇ [...]

O Deputado Aldo Schneider, presidente da Assembleia Legislativa, solicitou ao Governo Federal a liberação de recursos para a reparação da ponte sobre o Rio Itajaí-Açu II. A estrutura localizada na rodovia BR-470/SC entre os municípios de Apiúna e Ibirama está em estado estrutural precário e necessita de manutenção urgente. A Rodovia BR 470/SC é essencial para economia de Santa Catarina pois serve de corredor para o escoamento da produção empresarial de diversas regiões do Estado. A ponte está localizada no Km 11 da BR-470/SC, [...]

Exercício cênico inspirado na obra de Eugène Ionesco é encenado na quinta-feira, dia 19 O semestre letivo do curso de teatro da Fundação Cultural de Rio do Sul termina com mostras artísticas. Os alunos do curso de teatro adulto apresentam o exercício cênico Jogos de massacre na quinta-feira, 19 de julho, 20h, com entrada gratuita e classificação de 16 anos. Jogos de massacre é uma obra Eugène Ionesco e do chamado teatro do absurdo. A direção da apresentação é do ator e professor Thiago Becker. No enredo, uma [...]

Fale conosco