INFORMAÇÃO / Economia

image

Campanha salarial dos trabalhadores têxteis se encaminha para o dissídio


Sinfiatec mantém proposta de 3,64% de reajuste e Sititev deve recorrer à justiça para obter um aumento justo para os trabalhadores
Sem acordo, foi assim que terminou a terceira reunião da Campanha Salarial 2018/2019 entre o Sititev e o Sindicato Patronal (Sinfiatec).

O Sinfiatec manteve a oferta de repasse da inflação (3,64%) e ainda quer o fim da homologação da rescisão do contrato de trabalho no sindicato. A cerca de vinte dias do fim da prorrogação da data base, a diretoria do Sititev avalia a possibilidade de recorrer à justiça para garantir os direitos dos trabalhadores.

Para a presidente do Sititev, o Sinfiatec não está disposto a negociar o que vai motivar um novo dissídio. "Nós fomos flexíveis, diminuímos o valor do reajuste reivindicado para 5%, mas nem este percentual, que ainda é muito baixo, a diretoria do Sindicato Patronal aceita repassar aos trabalhadores têxteis. É um absurdo a inflação eles já repassaram nos produtos deles, enquanto isso, os trabalhadores estão lutando para sobreviver com um salário que já está defasado. É impossível que um setor que cobra tanta produção, não tenha capacidade de dar um reajuste de 5%", defende Zeli.

Ela também critica a insistência do Sinfiatec em derrubar a cláusula que permite que o trabalhador tenha a rescisão de contrato conferida no sindicato. "Retirando este direito o Sinfiatec irá fortalecer os maus empresários e prejudicar muitos trabalhadores. Empresários sérios continuam indo homologar a rescisão no sindicato, antes mesmo do período obrigatório", revela a presidente.

Zeli diz que o Sititev queria evitar um novo dissídio, o terceiro consecutivo, mas que não está otimista quanto a isso. "Lamento que não houve acordo. Nós vamos continuar envolvendo toda a sociedade no debate, recebemos apoio e sabemos que nenhum desembargador vai deixar de ouvir um clamor que vem da sociedade. Em nossa região, o setor é muito forte, todas as famílias têm algum integrante trabalhando em empresas e facções têxteis, e todos sabem o quanto eles trabalham, que muitos adoecem em função da atividade e da cobrança excessiva de produção e estão sensíveis à causa", conta Zeli.

Ela pede que todos apoiem a luta da categoria por meio dos abaixo assinados que estão sendo levados às empresas, disponíveis no Sindicato e sub-sedes e também pela internet através do link: https://chn.ge/2Ozyr1J

Relacionados

Modelos foram desenhados pelos próprios alunos para definir uniforme estudantil Para dinamizar a relação com a comunidade escolar a Secretaria Municipal de Educação (Seduc) realiza uma votação para escolha do novo modelo de uniforme. A definição da vestimenta ocorre, às 14h, dia 6 de dezembro, na sala nobre da Unidavi por meio de banca avaliadora. Ao todo, participaram 700 alunos. O projeto foi idealizado com base nos desenhos de adolescentes do 6º ao 9º anos, que foram convidados a desenhar e pintar o croqui definido como [...]

Foi realizado na noite de terça-feira, 4, o ato de entrega da ampliação do Centro de Educação Infantil (CEI) Moisés Amaral, no bairro São Miguel. A unidade recebeu a construção de três salas de aulas, com investimentos em recursos próprios de R$ 151.448,55. A secretária de Educação de Ibirama, Marilene Collet Krause, conta que o investimento foi fundamental para atendimento da demanda de alunos daquela região. "Temos 121 alunos estudando no CEI Moisés Amaral, em período integral. A ampliação foi importantíssima para que n [...]

Será realizado nesta quinta-feira, às 8h30min, na sala de reuniões do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), o ato de assinatura da primeira Certidão de Regularização Fundiária (CRF), que propiciará a três famílias residentes no Centro de Ibirama, a posse definitiva de seus imóveis. A regularização fundiária consiste no conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais destinadas à incorporação dos núcleos urbanos ao ordenamento territorial. Também é um instrumento para promoção da cidada [...]

Solenidade será dia 10 de dezembro, às 18h, e todos são convidados Uma solenidade que começa a ficar tradicional, a Comenda do Esporte Rio-Sulense deste ano tem uma novidade: a premiação ao Melhor Paratleta do Ano. A cerimônia acontecerá no dia 10 de dezembro, às 18h, no plenário da Câmara Municipal de Rio do Sul. A indicação dos laureados veio da Fundação Municipal de Desporto, com aprovação da Comissão de Educação, Cultura, Esporte, Saúde e Assistência Social, Política Urbana, Agrícola e Meio Ambiente. João Marcos [...]

Fale conosco