INFORMAÇÃO / Geral

image

Transporte marítimo em Florianópolis será realidade


Após articulação do senador Dário Berger, foram vencidos os trâmites burocráticos em Brasília para a construção das instalações necessárias à implantação do projeto que irá melhorar a mobilidade na capital.

Aguardado há anos, finalmente o transporte público marítimo de passageiros interligando os municípios da Grande Florianópolis será realidade. O Secretário de Patrimônio da União, Sidrack de Oliveira Correia Neto, e o senador Dário Berger, assinaram nesta quarta-feira (31), em Brasília, o termo cedendo por 20 anos o uso da área terrestre e marinha da União ao Departamento de Transportes e Terminais (DETER-SC). A cessão é destinada à construção de terminal, trapiche e espaço para atracação, bem como a permanência de embarcações de pequeno porte, situada no aterro da Baía Sul, em Florianópolis, para tirar do papel o projeto do transporte público marítimo de passageiros.

"Todos os trâmites que dependiam da esfera federal nós conseguimos resolver. Com o aval da SPU, que era a parte mais complexa do processo, temos agora a garantia de que teremos finalmente um novo modal para melhorar a mobilidade na grande Florianópolis", explicou o senador.

Dário destacou ainda que a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) também já publicou resolução favorável e restam apenas os últimos procedimentos burocráticos no estado, como a Licença Ambiental de Instalação (LAI) pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) e a autorização da Marinha.

De acordo com o presidente do DETER, Fúlvio Rosar Neto, a expectativa é de que até o final do ano ou início de 2019 o transporte marítimo deverá estar em operação. O valor da tarifa que será cobrada ficará em torno de R$ 9. Ele acrescenta ainda que a intenção é disponibilizar dois catamarãs com capacidade para 200 passageiros cada, e conforme aumentar a demanda aumentará consequentemente o número de embarcações e horários disponíveis.

OPERAÇÃO-TESTE JÁ FOI REALIZADA EM MARÇO
Uma operação teste com um catamarã com capacidade para 180 passageiros sentados foi realizada entre Florianópolis e São José no dia 12 de março de 2018. Apesar das condições adversas, com vento sul e ondas, a embarcação precisou de apenas 12 minutos para fazer o percurso que demora em torno de 60 a 90 minutos para ser cumprido via rodoviária, dependendo do trânsito.

Relacionados

Nesta terça-feira (12), o prefeito Oscar Gutz, o secretário de Planejamento Lenon Serpa Damazio, o gestor de convênios Emerson Francisco de Sousa e o engenheiro civil Tiago Francisco Comper estiveram em Blumenau para duas reuniões com a Caixa Econômica Federal. ões que a Caixa Econômica solicitou nos projetos do Programa Avançar Cidades das Ruas Prefeito Osni Gomes, Eugênio Schneider, Jenny Schneider, Castelo Branco e Prefeito Querino Ferrari. O engenheiro da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), Ariel André [...]

Estão abertas as inscrições para as escolinhas da Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul. As atividades são abertas para crianças, jovens, adultos, terceira idade e pessoas com deficiência, com turmas pela manhã, tarde e noite. A inscrição é gratuita, assim como os treinos realizados pelos profissionais da FMD. Não há limite de inscritos para as modalidades individuais e coletivas. As escolinhas acontecem nas seguintes modalidades: atletismo, basquete, bicicross, ciclismo, bolão 23, futebol, futsal, handebol, judô [...]

Os estudantes universitários que utilizam o transporte escolar fornecido pelo município, devem estar atentos ao prazo de validade do documento que autoriza o uso do serviço. A renovação deve ser feita a cada dois anos. Quem estiver com o documento vencido deve procurar a Secretaria de Educação de Ibirama até o dia 19 de março, portando uma foto 3X4, cópias dos documentos pessoais, comprovante de residência e atestado de matrícula ou de frequencia atualizado. Após esta data, serão confeccionados apenas as carteirinhas para alunos [...]

Deputado define como exagerado o repasse de quase 12% ao banco, para a execução e fiscalização de convênios financiados com emendas Em Brasília, o deputado Rogério Peninha Mendonça (MDB/SC) denunciou, nesta quarta-feira (13), a alta taxa cobrada pela Caixa Econômica Federal para a execução e fiscalização de convênios financiados com emendas parlamentares. Em alguns casos, o valor cobrado pelo banco pode chegar até 11,94% do total destinado. "Os recursos já são escassos, é uma dificuldade muito grande para conseguirmos, e d [...]

Fale conosco